Nesse meio tempo #3

12:21 PM

No Tô Bem, Tô Zen eu mantinha uma espécie de coluna (parando para pensar eu não mantinha de fato, já que não era atualizada, mas ok) chamada "nesse meio tempo", e eu a adorava pois foi justamente com seu início que dei pontapé nesse negócio de expor com mais sinceridade os meus sentimentos no que escrevia para os leitores. Dessa forma, decidi continuar com ela, mas agora aqui no Take me to Budapest. 

A ideia geral desse tipo de post é meio que atualizar vocês em relação a que pé anda minha vida e o que raios tem acontecido comigo nesses momentos em que eu dou aquela sumida marota e desapareço daqui.


Sem mais delongas, nesse meio tempo pensei e repensei na minha constituição como sujeito constantemente como nunca antes havia feito. Acredito que o maior motivo disso tenha sido o aniversário-de-mudança-de-cidade, já que no final de Abril/início de Maio fez um ano que eu vim morar em Parnaíba e mesmo me fazendo de durona, esse momento mexeu muitíssimo comigo, visto que instantaneamente me vi pensando em como esse ano me afetou, nas experiências que vivi aqui, pessoas que conheci e tudo o que aprendi (e é claro, nos tapas na cara que levei da vida).


Virei Parauiense de vez. "parauiense" seria um trocadilho para a junção de paraense+piauiense. Para quem não sabe, eu sou do Pará, mas agora estou morando no Piauí, e uma das conclusões que tirei enquanto pensava sobre os meus dias por aqui foi que eu estou definitivamente apaixonada pelo nordeste! Gente, sério, acho que só quem é daqui ou já visitou consegue entender o que estou dizendo, e inclusive fica meio complicado explicar essa sensação, visto que é um sentimento muito abstrato em mim. Mas o fato é que não quero arredar o pé daqui tão cedo, o que já me faz pensar sobre um possível mestrado pela região (olha a louca, acabou de sair do terceiro período e já está idealizando o mestrado).

Aliás, uma amiga criou um blog bem maneiro onde ela compartilha pontos turísticos e lugares para se visitar aqui no litoral piauiense, é a Bi do Uma Sereia Urbana, vale a pena dar uma conferida <3



Como supracitado, concluí o terceiro período do curso, Psicologia  aqui na UFPI conta com 10 períodos, ou seja, ainda estou meio longe de terminar haha. Mas ainda assim devo dizer que este semestre foi um divisor de águas e sua importância para mim foi de extrema grandiosidade. Enfim começo a me encontrar na psicologia e perceber quais possíveis caminhos irão trilhar minha trajetória na graduação, apesar de estar tendo cuidado com o imediatismo. Além disso, notei uma diferença na minha criticidade em relação as informações que recebo e perpasso, o que eu considero essencial no mundo universitário.


Alcancei as 19 primaveras. Isso é tão louco! Algumas vezes nem acredito que terminei o ensino médio a dois anos e estou aqui realizando o meu sonho de morar fora de casa e estudar o curso que sempre quis, por isso foi complicado o dia do meu aniverásrio (18/05), geralmente levo a data de boas e até gosto de comemorar, mas este ano preferi refletir bastante e até fiquei meio mal humorada. É surreal quando você se dá conta de que a vida realmente passa feito um sopro de areia na praia, não há como segurar sua linearidade e tão pouco como voltar atrás. Reconhecer e aceitar esse fato tem me dado muita dor de cabeça. 

You Might Also Like

6 comentários

  1. O pior que daqui por diante a gente não sabe se comemora mais um ano de vida ou fica triste por passar tão rápido e tá ficando cada vez mais velha kkkk Vai ser sempre um conflito

    Beijos,
    www.thalitamaia.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkk, é exatamente isso! Espero que esse anseio acabe um dia e que eu aprenda a reconhecer e ser grata por cada novo ano.

      Excluir
  2. Eu também me sinto assim no meu aniversário. Desde uns 18 anos que eu não fico feliz com essa data. Não entendo como tem gente que gosta de comemorar o próprio aniversário rs (na verdade eu queria ser assim tbm).

    ResponderExcluir
  3. Oi Rafaela, eu nem acredito que eu não conheço o Nordeste. MORRO de vontade e agora fiquei sofrendo depois dos seus comentários sobre a região ~ preciso planejar isso o quanto antes! É mesmo louco perceber que estamos no caminho que trilhamos, no seu caso, morando fora de casa e fazendo o curso que você sempre sonhou. Boa sorte nessa fase tão gostosa - e já pode ir sonhando com o Mestrado sim. \o/

    ResponderExcluir
  4. eeeeeeeeeei! fico tão feliz que você esteja realizando um sonho. sei como mudar de estado e de lugar pode afetar a gente intimamente, porque já morei em alguns lugares do Brasil. Mas fico feliz que você tenha se aberto para essa experiência e que se deixe viver um pouco da vida do Piaui (que aliás, fiquei tentada a visitar depois do seu convite). Espero também que embora ainda tenha muitos períodos pela frente você consiga terminar a faculdade da melhor maneira que consiga. ♥
    E parabéns pelos 19 anos e muitos pensamentos reflexivos. ♥ Isso acontece sempre comigo.

    ResponderExcluir
  5. Que fotos mais encantadoras. ♥ Mudar assim é mesmo uma grande coisa, lembro dos meus medos, mas também da empolgação pelas novas experiências. Que você possa experimentar muitas delas. E parabéns! :)

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, seu comentário me deixa muitíssimo feliz <3